Google+ Badge

domingo, 23 de outubro de 2016

Ser ou não ser (desconfiado)

Artigo interessante sobre o assunto copypast(ado) do El País
http://elpaissemanal.elpais.com/confidencias/desconfiado-no-ayuda/

El País


Ser desconfiado não ajuda? Ajuda?.....

Muitos  de nós, muitos mesmo, são muito desconfiados. Ao que se junta invejosos, cuscas, curiosos e maldizentes ….muitas vezes estes predicados, ao que junto predicado verbal, coexistem numa só pessoa e faz parte da sua vida diária.

O curioso nos nossos dias é que tanta desconfiança desvanece-se nas redes sociais. As pessoas expõem-se, revelam-se, contam isto e aquilo deles, da família, dos outros….já não falo do que inventam deles e dos outros.

Perguntam-me se sou desconfiado. Acho que não sou.

Perguntam-me se gosto de me expor. Não.


Calimero

Indo um pouco mais longe, descalimerizem-se 


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
http://jpmarques.blogspot.com

@joaodavespa 

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Um bom exemplo do que é um tiro no pé (táxis)

Um bom exemplo do que é um tiro no pé



Os protestos dos Taxistas ontem, em Lisboa, foi uma revelação triste do que são alguns destes profissionais . Repito, ALGUNS. Talvez o “incendiarismo” com que nos brindaram pudesse ter sido evitado com chefias profissionais

Se os taxistas já eram impopulares à data de ontem, reforçaram a sua impopularidade . Cenas de violência gratuita, gritaria, histerismos ….foi o que se viu…pela TV o que se viveu.

Os taxistas pretendem manter o  monopólio do seu serviço. Impensável nos dias de hoje.  Nem a Saúde, sector muito mais nevrálgico consegue deter este status.
O que os sindicatos e os responsáveis deste serviço deviam fazer, JÁ, era olhar para dentro…..
Curiosa opinião, não uma verdade absoluta, emitiu o Embaixador da Irlanda em Portugal.


A Uber, a Cabify e muitas outras plataformas que facultam serviços de transporte têm de se reger por leis, leis que têm de ser idênticas para todos.  O que me leva também a colocar a seguinte questão. 

Como é que é permitido haver táxis a prestar um serviço público com matrículas anteriores a 2000? 

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O que se pede ao novo Gestor - 4


4 – Tem que ser um artista




O gestor de hoje (e de sempre) tem que agradar a gregos e troianos…tem que satisfazer os Clientes Finais e as suas Chefias.  É importante saber mover-se neste limbo.

Ele sabe  que um Cliente insatisfeito rapidamente é apanhado pela concorrência. E também sabe que os olhos da administração estão sempre colocados sobre si. Tem que gerir este exigente balanço .

Convém referir que o Cliente de hoje ganhou independência, pode escolher o canal que lhe é mais atractivo, está mais impaciente,  exigente e crítico…e reforçando, mais infiel .

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O que se pede ao novo gestor - 3

3 - Entregue-se ao seu trabalho



As funções de (e da) gestão são cada vez mais complexas, mais diversificadas, mais exigentes.  A formação contínua é algo que tem que estar presente, cada vez mais presente. Não tendo esta preocupação, corre o risco de ficar identificado como um profissional desinteressante...


Por isso torna-se importante de gostar do que fazemos. Gostando, podemos assim transmitir uma energia positiva (há quem acredite neste tipo de energia) e evitarmos (ou excluirmos) os que não se envolvem, os que dizem mal de tudo ou têm uma opinião pré estabelecida sobre tudo....(musiquinha)que transmitem uma energia negativa.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O que se pede ao novo gestor - 2




2. Entregar, entregar, entregar…é estar “Acordado” para o Cliente

Ao novo gestor é-lhe pedido que cumpra os compromissos com os seus Clientes. Estes cada vez mais são voláteis, infiéis…. e por sua vez a sua concorrência cada vez é mais agressiva e provem de geografias insuspeitas e distantes.

Temos que ter assim um gestor cada vez mais multifacetado, mais “mãos na massa”.

Talvez tenha que contratar equipas externas para determinadas tarefas. Deve também delegar e não centralizar

Um gestor pode mesmo saber fazer tudo, mas não tem tempo de fazer tudo. …veja-se por exemplo a gestão de redes sociais… Um trabalho consistente e permanente leva tempo, exige dedicação….terá tempo para isso?

A sua prioridade deve ser o estar orientado em entregar o Produto Acordado, na Data Acordada.

MARQUESTING – Letra A


MARQUESTING – Letra A


Cada vez mais o nosso Marketing Pessoal é uma ferramenta importante. Marquesting é assim uma Marques com Marketing … aglutinei as duas .


Ingenuamente alguns profissionais, entre os quais, alguns políticos eleitos por nós (eu e você)  dizem que  quem está a falar é, ora o cidadão, ora o político. Nunca foi assim. E, cada vez menos,  este posicionamento faz sentido.

Basta  googlizarmos o nosso nome. Lá aparece a vossa pegada digital.

Proponho-me a colectar alguns adjectivos ou outros vocábulos que podem melhorar o seu perfil   on e off line. Pode usar estes vocábulos no seu CV, pensar neles quando se apresenta a terceiros ou ser uma forma de estar ou de se relacionar.

Há muitas mais palavras...

Começo pela letra A



Aberto a , aberto para, acessível,  académico, acolher novos desafios, adaptável, adepto, afável

ágil, agradável, ajustável, alegre, alerta, alfabetizados, altamente motivado,

altruísta, ambicioso, amigável, analítico, apaixonado, articulado, astutos,

activo, atraente, autoconfiante, autoritário

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

O que se pede ao novo gestor / ao novo funcionário


O que se pede ao novo gestor / ao novo funcionário


1 – Que tenha aptidão para vender

Estamos sempre a vender ideias, objectivos, tarefas e …decisões tomadas (mesmo as nossas decisões para nós mesmos). O sucesso das empresas é baseado e aferido pelo resultado das Vendas…seja o que for que está a ser vendido. Vendas internas, vendas externas…VENDAS.

O facto de se trabalhar com as Vendas permite que se entenda melhor a experiência que o Cliente tem, desenvolve a criação de relacionamentos, de networking, que se perceba e identifique  melhor a concorrência…que se perceba para onde o mercado vai….

Lembra-se dos rolos Kodak? Não devem ter falado com os Clientes, não devem ter observado a dinâmica do seu mercado.