Google+ Badge

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

MARKETING de HOJE vs MARKETING de ONTEM


MARKETING de HOJE  vs MARKETING de ONTEM

"O Facebook pode ser contagioso, infeccioso e viral. Mas para o bom sentido." (alguém do FB)
‎ "Uma empresa campeã é formada por seres humanos campeões" Steve Jobs (ele deve saber bem o que diz)

Keywords: Marketing, Vendas, Gestão, New Media, Relacionamentos.

Fala-se muito, e cada vez mais,  em Marketing, em Social Media, em 2.0, em novas ferramentas, novas abordagens,etc, etc, etc.

Porque hoje em dia todos podemos ter informação em tempo real e, em alguns casos, pouco manipulada e o exemplo passa pelas revoluções dos países árabes, as convocações de manifestações de protesto em Espanha e no Reino Unido, os Tsunamis e as catástrofes nucleares no Japão; todos acontecimentos  convocados e relatados por Twitters,  por Facebooks e outras medias que ajudaram a dar conhecimentos dos mesmos. E  o curioso é que ainda há quem não acredite nelas, quem não as queira usar.

Veja-se também a existência de alguns sites que são tudo menos sites. A informação que passam...é inexistente ou desactualiazda. Neste último caso ainda pior, pode transparecer que a Organização deixou de existir. Há quanto tempo é que não actualiza o seu site?
Em 2005 consegui uma entrevista de trabalho e o consequente emprego por, na minha candidatura, ter questionado o facto de uma empresa reconhecida, a  Silvex, ter apenas um site estático (aparecia apenas o logo e penso que mais nada). Mais do que sorte por a minha candidatura ter despertado curiosidade, foi o facto de ter sido curioso e crítico, ter sugerido, ter sido proactivo, etc.. Claro que nem sempre esta estratégia pode colher frutos, mas talvez seja melhor arriscar.

Hoje em dia o comportamento e atitude que devemos ter na envolvente 2.0 deve passar pelo que eu disse acima e no que em seguida vou tentar sistematizar (contrapondo o Marketing do passado).

MARKETING de HOJE (ONLINE and SOCIAL MEDIA)
«
MARKETING  TRADICIONAL
Ouvir, ouvir, ouvir e comunicar
«
Gritar, gritar e gritar
Nós, nós, nós ... e porque não nós
«
Eu, eu, eu....e porque não só eu
Contar histórias,
«
«
Debitar informação
Traga as Pessoas / Clientes para si
Seja um tipo PULL
«
Seja um tipo PUSH
WOM – Word of mouth
«
Publicidade em massa
Nichos
«
Mass media
Políticas baseadas em Permissão
«
Políticas baseadas em Controlo
Flexibilidade
«
Rigidez
Estimular relações
«
Impor relações

Naturalmente, há comportamentos e ferramentas que não podem ser descuradas, independentemente do "tempo do marketing " em que se está e nas regras que se aplicam. Falo de formação profissional, de estímulo à criatividade e à curiosidade.

Claro que a proactividade e simpatia de um profissional  é sempre uma ferramenta que faz a diferença. Recentemente, ao colocar o euro milhões numa tabacaria perto do meu novo trabalho, recebo um sonoro “boa sorte”. Digo que não costuma ser hábito receber tal desejo e dou os parabéns a quem me atende e é-me dito “eu quero mesmo que o senhor tenha sorte”. Contraponho com o comportamento da papelaria onde, durante cinco anos , coloquei o jogo. Apesar de alguma simpatia, muitas vezes esquecida, nunca me desejaram boa sorte. Já agora, esta nova tabacaria fica em Miraflores, na Av. José Gomes Ferreira, lá no final de quem desce.

Outro aspecto importante destas novas medias é que o facto, se se pode dizer, que a mentira tem perna curta, isto é, devido à capilaridade que existe nas redes  com alguma facilidade se percebe e apercebe da falsidade de alguns perfis. Isso pode ser verificado pelo modo como escrevem ou como participam nas redes com que interagem.  Recentemente apanhei num artigo que um CEO de uma grande multinacional entrava em discussões abertas no Facebook omitindo quem era.  Com alguma facilidade foi desmascarado pela comunidade facebokiana e posteriormente  demitido das suas funções na organização. A credibilidade dessa organização ficou seriamente prejudicada. 
Reforçando os pontos comuns entre as duas épocas...dedicação, empenho, curiosidade, proactividade, bom serviço, boa entrega, honestidade...são predicados que sempre devem ser utilizados, estimulados e melhorados.

Mas há algo que cada vez mais parece estar ausente dos nossos comportamentos. Pessoas gostam de Pessoas; Pessoas procuram Pessoas.  Esta premissa, através das redes sociais, faz com que as Pessoas se aproximem (se reaproximem) e se revelem.
No meu caso, posso dizer que as Redes Sociais, que estão integradas no Marketing de Hoje,  trouxeram-me das mais enriquecedoras,  válidas e gratificantes experiências que já tive.  Dando um pequeno e actualizado exemplo, o facto de você ler este meu texto até ao fim é a prova disso.

PS: Excepcionalmente hoje, dia da morte do Steve Jobs, tenho dois subtítulos. Menciono uma frase dele. Acredito bem nela.  

PS2: Cada vez mais as Medias Sociais e tudo o que envolve novas e distintas formas de entrar em contacto com os Prospects e Clientes ganha importância. Mas não descure completamente a antiga forma de estar no terreno dos negócios.
João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques; http://jpmarques.blogspot.com/

<!--[if !supportLineBreakNewLine]-->
<!--[endif]-->

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

BOM SERVIÇO

Recentemente mudei de casa de Euromilhões. Após mais de 5 anos a entregar as minhas apostas naquela casa, mudei de emprego, mudei de máquina.
Nestes mais de 5 anos,  apesar de uma leve (ou pouco mais) simpatia por parte das pessoas daquela tabacaria, tive que ir parar a outra casa.
Logo na primeira vez que fui lá levo um sonoro “boa sorte”. Digo-lhe que não costuma ser hábito ao que oiço...”eu quero que o senhor tenha boa sorte”.
Há algumas meneiras de conquistar novos Clientes. Esta, é sem dúvida, uma delas.

PS: Já agora, fica no final da  Av. José Gomes Ferreira, de quem desce, do lado direito.