Google+ Badge

sábado, 23 de junho de 2012

eu no Brasil

http://clubdovendedor.com.br/2012/06/23/o-virus-incontrolavel-do-boca-a-boca/

18 – Fish and Chips I (ou como se pode ajustar ao mercado)


18 – Fish and Chips I (ou como se pode ajustar ao mercado) -  0

Impensável para muitos esta combinação, sobretudo para portugueses. No entanto, não deixou de ser uma abordagem criativa e de sucesso para o mercado (este quase fast food very british).

Lembrei-me deste Fish and Chips após ler na diagonal uma entrevista de um jogador de futebol de salão, Ricardinho, considerado o melhor do mundo em 2010. Ele dizia que se inspirava e ver vídeos de basquetebol e hóquei em patins e transpunha para o seu desporto o que via em outras modalidades.

Mas a evidência de outros processos de criatividade ou de juntar conhecimentos diversificados pode ajudar, e muito, a ter abordagens vencedoras no mercado. Recuo muitos anos e lembro-me do meu amigo Andrew, director / gestor de projectos internacionais do Citi em Londres. Ele formado em História e a gerir uma equipa pluri disciplinar e multi-cultural. A mim fazia-me um pouco de confusão na altura – eu tenho formação em Administração – o facto de ele comandar aquela equipa, sendo de História. Deixou de o fazer quando me explicou a razão.

Passava basicamente por: Nós, aqui, pelo facto de conjuntamente termos diversas competências e vivências distintas, conseguimos compreender melhor os problemas e dar uma resposta culturalmente ajustada e apropriada. Mais, TIR´s e VAL´s, qualquer HP a faz.

Explicação simples, de aplicação também simples.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa


17 - Incentive / Paparique / Motive (seja lá o que for) os seus vendedores.


17 - Incentive / Paparique / Motive (seja lá o que for) os seus vendedores.

Todos nós reagimos a diversos estímulos, a diferentes incentivos. E os mesmos incentivos, em determinadas alturas da vida, são valorados de modo diferente.

Muitas administrações, direcções, directores não percebem e não procuram perceber estas diferenças e alterações.

O que é certo é que há que se torna necessário incutir um espírito de competição, de curiosidade e de companheirismo na sua equipa comercial.

É preciso ter em conta também que há profissionais que preferem trabalhos de cunho mais individual, por contraponto àqueles que preferem actividades mais colectivas. Há quem tenha mais espírito de iniciativa; outros têm menos, mas possuem outras valências.  Há quem necesssite de ser paparicado, etc.

 Por isso, em alguns casos, a conjugação de equipas de vendas multi-facetadas, em regra, permite abarcar do mercado como um todo e dar as respostas mais ajustadas.

Esta preocupação das Organizações com os calobaradores deve ser  algo presente e não apenas quando dá jeito e não deixe de cumprir o que prometeu.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

quarta-feira, 20 de junho de 2012

16 - Crie um Slogan

16 - Crie um Slogan – 0

"Um slogan é uma frase de fácil memorização que resume as características de um produto, serviço ou até mesmo pessoa. Ela é usada em contexto político, religioso ou comercial como uma expressão repetitiva de uma ideia ou propósito. É geralmente utilizado por empresas." (retirado da wikipédia)
Pense numa frase e acrescente-a ao seu logo. Esta passa a fazer parte da sua "trade-mark" e  deve acompanhar os seus emails, as suas cartas, os seus estacionários. 
Não crie frases grandes, tornam-se difíceis de memorizar e podem ocupar um espaço essencial,  impedindo que se encaixem nos seus documentos.

Eu tenho o meu slogan: "O tempo não pára, não pare você também." Pretendo com ele ser suficientemente irrequieto e curioso para poder crescer aprendendo e ensinando.

Outro (mediamente conhecido muito conhecido: Yes we can!
Crie o seu também. Este vai ajudá-lo a motivar-se e a manter a sua linha de acção.



João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

terça-feira, 19 de junho de 2012

15- Promoções relâmpago

15- Promoções relâmpago - $

Há grandes cadeias de distribuição que anunciem liquidações relâmpago através dos seus sistemas de som. Duram pouquíssimos minutos. Eventualmente pode tentar fazer estas campanhas no seu estabelecimento.
Imagine um bar da praia e promove caipirinhas? Imagine um restaurante e promove o take-way de sobremesas? Ou vende as mesmas sobremesas do almoço à hora do lanche numa bancada na rua?Imagine um sushi bar que promove triplas de atum? Ao fim ao cabo, pede-se que imagine situações e soluções.
Estas acções têm que ser bem pensadas para não gerarem prejuízo ou habituação por parte dos Clientes.
Lembram-se da campanha 50% do Pingo Doce? 
A que se segue foi um relâmpago com o trovão anunciado: "A Azul fará uma promoção relâmpago amanhã(sexta-feira 02/10) das 10:30 às 13:30. Nessa promoção as passagens nos vôos da Azul partindo do Rio de Janeiro custarão apenas R$16".

João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

segunda-feira, 18 de junho de 2012

13 - Medias Alternativas -

13 - Medias Alternativas - $

A maior parte dos anunciantes não têm orçamento para grandes campanhas.  E uma grande campanha não é sinónimo de sucesso.  Pode não atingir ou sensibilizar o público alvo.

Imagine-me dono de um restaurante. Porque não arranjar um grupo de taxistas que façam publicidade ao restaurante. Parcerias com hotéis, pensões, cafés das redondezas, acordos com empresas. Se se tratar de um restaurante de comidas temáticas, porque não oferecer na rua pequenos aperitivos às pessoas que passam. Assim provam, ficam a conhecer as iguarias e podem tornar-se Clientes.

Um profissional liberal, como, por exemplo, um médico fisiatra , pode arranjar um protocolo com um ginásio perto do seu gabinete.

Imagine que o seu negócio é a venda de produtos diatécticos e naturais e tem vários ginásios nas suas redondezas (eu vivi numa rua com 7), porque não patrocinar as balanças dessa(s) academias.
Imagine medias alternativas. Diferentes maneiras de contactar com os Clientes. Coloque-as em prática. Quem sabe se descobre um novo "ovo de Colombo"  para a sua actividade.



 João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

14 - Ganhe projecção

14 - Ganhe projecção  - 0

Procure as publicações e outros meios de comunicação dirigidos ao seu público-alvo e proponha-se a escrever artigos.

Pode também procurar jornais  e rádios regionais ou locais. Claro, se forem de dimensão nacional, melhor ainda. Tem ainda revistas de bairro ou de associações profissionais, etc.

Procure também para falar escolas, câmaras e juntas de freguesia, associações empresarias, tudo organizações em que a sua experiência profissional (e não só) pode ser valorada. Pode pensar que não tem jeito, mas falar sobre o que sabe, torna-se fácil.

Claro que todas estas sugestões de uso de meios físicos de comunicação podem também ser usadas no ambiente digital.

Faça TEMA o seu trabalho. Quem sabe se descobre em si um excelente contador de histórias e um ainda melhor escritor de cases.


PS: Eu comecei a escrever após uma viagem que fiz de regresso a Lisboa. Sabia que uma pequena agência publicidade de Beja ia lançar um jornal. Fui lá apresentar a Empresa onde trabalhava na altura,  uma gráfica, e, no final, perguntei se estariam  interessados em ler o que eu, até à data,  tinha escrito só para mim. Disseram que sim e aceitaram as minhas prosas.  E aqui estou eu...a escrever, no meu blog, após ter passado já por alguns lados.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

domingo, 17 de junho de 2012

Texto meu publicado no Brasil

eu no Brasil

http://www.abempi.com.br/modulos/noticias/descricao.php?cod=404

12 - Coloque vídeos das suas actividades na Net

12 - Coloque vídeos das suas actividades na Net – 0

Hoje em dia é fácil colocar filmes na internet. Pode usar o YouTube, Google Video, Face Book, o seu site ou muitos outros  que por ai andam.

Um vídeo pode explicar uma actividade, pode fazer a apresentação da Empresa ou sua, pode descrever um produto, para  ensinar uma técnica, etc. É um meio para divulgar o que é importante para terceiros saberem.

Quando trabalhava na área gráfica, deparava-me muitas vezes com a pergunta: Quando tempo demora a secar (entre outras)?

 Para esta actividade, um vídeo explicativo de todo o processo produtivo a realizar nas gráficas,  pode ajudar, e muito, no esclarecimento de dúvidas e, por conseguinte, na apresentação da  Empresa.

Em actividades industriais, mais ou menos complexas, em que os Clientes não sejam conhecedores do processo produtivo, será uma enorme mais-valia esta ajuda. Aliás, toda a informação que ajude a credibilizar a Organização tem que ser apresentada e divulgada.

Com o devido respeito por aqueles mais sensíveis à brincadeira que o vídeo mostra, deixo-vos este Monty Python - Always Look on the Bright Side of Life

Mas não exgere no tempo. No máximo dois minutos.  Caso contrário só a sua mãe o verá. E, eventualmente, a sua concorrência.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa