Google+ Badge

sábado, 12 de abril de 2014

Clube de Rugby São Miguel


Caros Miguelistas

Hoje o dia foi bom.  O nosso Clube ficou ainda mais forte. Foi bom porque todos nós nos superámos. Aliás, este comportamento é apanágio do rugby e do nosso Clube.

Começámos bem cedo, no Youth Festival. Entrámos com duas equipas . Uma de sub15 e outra sub13. Transmitimos assim, mais uma vez, experiência internacional aos nossos jovens bulldogs. Eles são o futuro do nosso Clube.  

E porque os Clubes também são feitos de presente, a equipa sénior do São Miguel, após uma época muito atribulada, manteve-se na primeira divisão do rugby nacional.  Porque o espírito de grupo e respeito pelos colegas de equipa esteve sempre conosco,  nas últimas jornadas,  unimo-nos ainda mais e vencemos.
Mantivemo-nos na primeira divisão!!!

A próxima época vai ser ainda mais difícil. Vamos ser ainda mas ambiciosos. Vamos querer ganhar mais. Mas, como sempre,  vamos respeitar as regras do jogo e os valores do São Miguel.

Por isto, neste momento de alegria, pedimos que todos que se envolveram conosco nestes últimos quatro anos que digam presente à nossa festa de dia 3 de Maio

Porque sabemos que gostam do nosso Clube, dizemos-vos que os queremos mais perto. Mais perto como jogadores, como adeptos, como  embaixadores do Clube. 

Falem de nós aos vossos amigos, tragam-nos jogadores, ajudem-nos na captação de apoios financeiros e materiais para podermos ficar mais fortes,  para ficarmos mais São Miguel.

Somos um,

Somos São Miguel

Cuidado com as promoções invisíveis (Princípio de Peter Murphy)

Cuidado com as promoções invisíveis (Princípio de Peter Murphy) 

“O que une uma equipe é quando um cobre as fraquezas do outro.” Phil Jackson 

Keywords: Lei de Murphy, Princípio de Peter, Vendas, Promoções, Gestão, 

Lei de Murphy
Muitas vezes, sem percebermos, vamos ganhando novas responsabilidades, novas tarefas, novos projectos, novos colegas.  Não falo, claro, em ter trabalho a dobrar porque despediram o colega que fazia e dividia comigo o trabalho. Mas a pergunta a fazer é: Será que fomos promovidos?

Estas novas competências e exigências podem, se não estivermos bem preparados (lei de Murphy e  princípio de Peter), resultar num descalabro pessoal, social e profissional.

Princípio de Peter
Periodicamente faça um olhar crítico sobre o seu trabalho e pergunte-se se o seu novo papel está assim tão diferente. Se sim, quanto ele difere de descrição oficial e inicial de funções que tinha.

Se perceber que existem mudanças significativas, não espere que seu chefe as reconheça. Fale com ele abertamente, questione-o,
exemplifique as novas responsabilidades que recaem sobre si.

Com esta conversa honesta com o seu superior sobre as novas responsabilidades e exigências que lhe colocaram, você, profissional e pessoalmente, vai ter novas exigências e responsabilidades. O seu papel mudou.


Ao colocar-se com este posicionamento perante os outros pode / ganha apoio e respeito para o que lhe passou a ser exigido. Garante, assim, mais possibilidades de sucesso para si, para a Organização.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.

http://www.linkedin.com/in/joaopmarques
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa @joaobeasii

sexta-feira, 11 de abril de 2014

O Elvis ficou triste (ou o poder do mau serviço) e o meu número de calças

Elvis a protestar 
Ando pela Expo e paramos numa hamburgaria…uma que tem um Elvis.

Entramos e logo uma funcionária em tons de pink dirige-se a nós. Dizemos que queremos comer  (e não tirar uma foto ao Elvis) . Diz-nos que trata já de nós. Segue-se uma e mais outra…serviço eficiente…três pinks , a mesma pergunta, o mesmo resultado…de pé à porta

Lá chega o Pink Gerente…e faz-nos a mesma pergunta. Encaminha-nos para uma mesinha e a cadeirinha da mesa iria mostrar-se incómoda para o meu número de calças. Não haveria problema se não houvessem mesas livres. Mas haviam umas  largas e nestas…estavam vários pares…pares de duas pessoas (para não haver dúvidas).

Resultado, lá fomos comer uma pizza e sem vontade de voltar. Acrescento que o pink men ainda disse uma graçola...acredito que não mal intencionada...mas um desculpe ficava bem melhor

A pizza estava boa..foi na telepizza ou pizzahut....nem me lembro. 

Acho que o Elvis ficou triste.

João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.

http://www.linkedin.com/in/joaopmarques
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

Os 5 frágeis / Fragile five

The BRICS—a group of countries that originally included the rising economics Brazil, Russia, India, and China—began in a Goldman Sachs investment analysis and eventually was eventually formalized into a political alliance with the addition of a capital S for South Africa, despite never having made a whole lot of sense as a political or economic group in the first place.
  
It’s hard to imagine the “fragile five”—the latest trendy designation in emerging markets, according to Landon Thomas of the New York Times—will be so eagerly embraced by its members. As identified by Morgan Stanley’s James K. Lord last summer, Turkey, Brazil, India, South Africa, and Indonesia are five countries whose currencies “will likely be held back by high inflation, large current account deficits, challenging capital flow prospects and potentially weak … growth.
Advertisement

Most of the attention in the past week has been on Turkey, which just doubled its interest rates to attempt to protect its slumping currency amid domestic political turmoil and fears over falling demand from China and the U.S. reducing its monetary stimulus.
In case you were wondering, the economist who originally coined BRICs, Jim O’Neill, has lately been touting the MINTs, which optimistically includes Turkey for the T.


Joshua Keating is a staff writer at Slate focusing on international affairs and writes the World blog. Follow him on Twitter.