Google+ Badge

sábado, 24 de outubro de 2015

Os ovos, a cesta e as medias sociais – Aprenda com os outros

Os ovos, a cesta e as medias sociais – Aprenda com os outros


Na gestão aprendemos que não devemos ter os ovos todos na mesma cesta. Não quero dizer que não tenhamos foco, foco no que estamos a querer fazer, a fazer e no que pretendemos fazer.

Veja-se o que se passou com o BES, PT, BCP, BANIF....isto só para este burgo.

Mas, com a velocidade com que as coisas, entenda-se a vida, acontecem, temos que ter um olho no burro e outro no cigano.

Interessante é verificar que existem ditados populares para tudo, para boas e más ocorrências, para isto e para aquilo.

As empresas têm vários stakeholders. Dois deles são o seu Público e os seus Concorrentes.

Com o novo,  vasto e rápido acesso à informação, devemos manter-nos a par do que os dois agentes citados acima fazem.  Devemos pesquisar sistematicamente o que eles andam a fazer. Descobrir o que o nosso público-alvo faz, por que medias anda, encontrar em que medias (sociais ou não) se encontram, que estratégias desenvolvem, em que horários mais estão em campo

Procure também por empresas que possam oferecer serviços parecidos ou complementares ao seu. Veja por onde elas andam, o que fazem, veja o que escrevem, como interagem. Ou mesmo empresas que nada tenham a ver com o seu negócio, mas que saiba que andam a fazer coisas giras.

Para saber o que o seu mercado anda à procura tem sempre as seguintes ferramentas gratuitas: o Google Alerts e o Tweetbeep.

O que se pode concluir? Procure, procure, procure...aprenda, aprenda, aprenda.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
http://jpmarques.blogspot.com

@joaodavespa 


The world is better with a Vespa #75

Papi, quando posso avere una Vespa?


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Tenha atenção aos detalhes

Muitas vezes a diferença faz-se pelo detalhes, pela atenção que se dá a certos detalhes. Gosto, particularmente, de ver o que se passa no canal Horeca, nomeadamente em restaurantes. 
Várias vezes passamos por uma rua com vários e vemos que uns estão cheios, com fila, e outros, vazios...
Muitas respostas / conclusões podem ser retiradas...algumas medidas podem ser aplicadas, muitas delas de custo ZERO. Basta ter atenção ao negócio e falar com Clientes, empregados e fornecedores. Se necessário fale também consigo mesmo



Nasrudin e os seus burros




O contrabandista
 
Volta e meia, Nasrudin atravessava a fronteira entre a Pérsia e a Grécia montado no lombo de um burro. Toda vez passava com dois cestos cheios de palha e voltava sem eles, arrastando-se a pé. Toda vez o guarda procurava por contrabando. Nunca o encontrou.
- O que é que você transporta, Nasrudin?
- Sou contrabandista."
Anos mais tarde, com uma aparência cada vez mais próspera, Nasrudin mudou-se para o Egito. Lá encontrou um daqueles guardas de fronteira.
- Diga-me, Mullá, agora que você está fora da jurisdição grega e persa, instalado por aqui nesta vida boa - o que é que você contrabandeava, que nunca conseguimos pegar?
- Burros.


João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa

The world is better with a Vespa #74

Brigada de intervenção rápida

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

The world is better with a Vespa #76


Seja do signo Gémeos nas Medias Sociais

4 - Seja do signo Gémeos nas Medias Sociais


Há quem acredite em signos, em astrologia. Eu…nem por isso. Passando por cima da brincadeira…sabemos que existem várias medias sociais, com vários propósitos, com distintos alcances e que nos leva a ter determinados (entenda-se  ajustados) comportamentos. Típico deste signo.

Mas vamos ao Google. Este motor de busca com a  nova versão do  algoritmo Panda  identifica e penaliza conteúdos em duplicado. Ou seja, o uso do [Copy Past] aqui também não só não é valorizado, como é penalizado. Ou seja, usar o mesmo perfil ou biografia em todas as medias sociais só se torna fácil e útil para  a sua preguiça.

Cada perfil deve também incluir imagens optimizadas da sua Empresa, suas ou correlacionadas  à identidade em causa. Utilize palavras que descrevem com a maior precisão possível as imagens que está a usar.

Não crie também o seu perfil em todas as medias ao mesmo tempo. Pode começar por uma destas 4:
Facebook, Google +, LinkedIn e Twitter.  Depois seguir para outras  Se é profissional liberal, um advogado, talvez o LinkedIN. Se é também profissional liberal, mas exerce actividade como Personal Treiner, talvez o  FaceBook e o Google +. Esta última é essencial pelo facto do Google ser o maior motor de busca.

Depois, conforme o tempo que tenha, explore novas medias e veja se fazem sentido para si ( e se tem tempo para as trabalhar).  


Tendo em conta estes comportamentos e cuidados melhorará o seu  SERP,

Importante: Os seus perfis nas várias medias sociais, apesar de diferentes, têm de ser consistentes.

Nota: Na sociedade você desempenha vários papéis.


A ZARAGATA



A foto que coloco parece quer mostra-me / mostrar-nos uma alegoria (ou não) de um presente próximo.
Podem baptizar os intervenientes. 

Life is better with a Vespa #73

Black and white / cristão e pagão 

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Comportamentos nas medias sociais #1

Comportamentos nas Medias Sociais

Ligou o PC


                                                                       “Tempo de decisão poupado, é tempo de ação ganho.” (Gerald Michaelson)

Muitas vezes interrogam-nos se nas medias sociais devemos seguir quem nos segue. Claro que não, não devemos. Não devemos, todavia, deixar de saber quem o faz.
Mas quando falamos de partilha de conteúdos (escritos ou não por nós) teremos de ter um comportamento diferente. Quem segue e partilha o que escrevemos é porque gosta e valoriza os nossos escritos. Quando este anónimo  faz a partilha,  está  endossar-nos junto da sua comunidade.  Se passarmos a “seguir” esses nossos “endossadores” (não gosto da palavra), iremos valorizar a nossa reputação e a deles..
Claro que o trabalho de entrar em contacto com todos estes followers demora tempo (tudo demora tempo!!!). Se não tem tempo para esta actividade, o facto de os seguir, de fazer like, de retwittar o que escrevem, reflete já um agradecimento, mesmo que tácito

Um critério de avaliação que  parece ser aceite nestas novas métricas é: quantos mais followers no twiiter, quando maior for a sua rede no linkedin, mais seguidores tiver no seu facebook e blog e leituras neste, mais poderosa será a sua presença no digital, mais possibilidade tem de intervir nas suas causas profissionais e sociais, mais pessoas estarão atentas a si. 
Outra coisa parece ser certa: Quanto melhor forem os nossos conteúdos no meio de tantos outros, mais possibilidade teremos que os mesmos sejam lidos.

João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
http://jpmarques.blogspot.com
@joaodavespa 

Life is better with a Vespa # 71


Mrs Peel and Mr Steed


The Mr Steed giving style to Vespa / Mr Steed a dar estilo à Vespa

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Faça o check-in do seu negócio - Tenha uma morada

Os negócios não são uma road to nowhere (oiçam os Talking Heads aqui...)
Se tem um negócio, sobretudo uma loja física, seja ela qual for, o facto de colocar a sua localização – morada, telefone, email….- na sua página de Facebook e outras medias pode melhorar o seu engagement e aumentar o seu negócio. Se tem alguém que faça este trabalho por si, diga-lhe para colocar esta info.
Este dado quase se pode dizer que é o check-in do seu negócio.

O mercado suspeita de lojas / estabelecimentos que não estão geolocalizadas, de profissionais, sobretudo liberais,  que não aparecem, de informações incompletas ou dúbias. O mercado também gosta, e parece que cada vez mais, de vasculhar o perfil profissional dos profissionais que vai contactar, mesmo antes de contratar. Em caso de dúvida quem acha que será escolhido...um profissional que apresenta uma descrição básica e sumária do que fez...ou um que a tenha completa. Claro que também ao olharmos para alguém que fez muita coisa e faz muita coisa nos leva a perguntar: será que é tudo verdade? será que ele esteve mesmo envolvido de forma séria em tudo isto? será que vai ter tempo para nós?
O mercado exige transparência. Tenha isso em mente.
Esta informação que transmite ao mercado tem custo ZERO.

Life is better with a Vespa #70

Escolhas

domingo, 18 de outubro de 2015

Tips for life - #128

More designers should share space, share resources. Sort of an upscale communism APRIL GREIMAN

Faça [find] da palavra designers e execute [replace] com profissionais .

Cada vez mais o sharing faz parte da nossa economia, do nosso dia-a-dia, do viver com os pés na terra, sabendo que os tempos em que pensávamos que as vacas eram gordas era apenas uma disneylada.

Veja-se as plataformas de crowdfunding, crowdsourcing & crowdwhatever... 





"LAST night 40,000 people rented accommodation from a service that offers 250,000 rooms in 30,000 cities in 192 countries. They chose their rooms and paid for everything online. But their beds were provided by private individuals, rather than a hotel chain. Hosts and guests were matched up by Airbnb, a firm based in San Francisco. Since its launch in 2008 more than 4m people have used it—2.5m of them in 2012 alone. It is the most prominent example of a huge new “sharing economy”, in which people rent beds, cars, boats and other assets directly from each other, co-ordinated via the internet (from the economist - On the internet, everything is for hire, Mar 9th 2013)"

Sharing no passado

The world is better with a Vespa - # 69