Google+ Badge

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Almoços de amigos

Hoje voltei a um restaurante de almoço onde não ia, faz muito tempo. Associação de Cabo Verde, lá para a Rua Duque de Palmela. Fui com um amigo, o F. Rosado. O cara que antecipou que me antecipou o subprime, e eu não acreditei. Ele apresentou-se a situação como se fosse um conjunto quase infinito de balões…..que estavam prestes a rebentar e que iriam rebentar, mais cedo ou mais tarde…. parece que rebentaram.

Lembro-me da primeira vez que lá fui. Trabalhava na Fontes. Ano de 1993/4. Quem me levou foi um amigo querido…que, infelizmente, já não anda por cá, Zé Monteiro. Muito doido, esse meu amigo. Com um coração enorme. Fiquei com saudades dele. Tenho saudades dele. Lembro-me de ter ficado quase que extasiado com o panorama… não falando de termos bebido muito bem.

Após essa primeira vez… religiosamente tornei a Associação como destino único dos meus almoços de quinta-feira. Independentemente de ir ou não acompanhado. Eu sabia que ia lá… dane-se a existência ou não de companhia

O que se passava (e passa por lá): Imaginem um jantar dançante. Agora antecipem o horário. Um almoço dançante. Imaginável para muitos. Uma satisfação para os que lá estavam. Para os que lá vão. È bom mudar de canal… é o que se passava e passa.

Associo também este restaurante (e os restaurantes) a uma amiga minha, Denize. Ela esquece-se do almoço. Como eu. Ela, de almoçar: eu, de já ter almoçado. Enfim… mas damo-nos bem. Não temos jet leg de refeições.

O que quero também registar aqui é que há restaurantes que associamos a algumas fases da vida. No meu caso: Os chineses da Duque de Loulé aos meus 18 anos; o Alfaia também por essa altura e pouco depois. Outros, lá pelo Bairro Alto, mais tarde… enfim, muitos a apontar.

Este, a Associação, acredito que seja transversal à minha vida, à minha (não)dieta.

By the way… falo de Cachupa, o que eu como por lá.

Bom apetite.
Enviar um comentário