Google+ Badge

domingo, 7 de agosto de 2011

VISITAS AOS SITES - A importância da informação na rede para atrair Clientes

VISITAS AOS SITES - A importância da informação na rede para atrair Clientes


          Quando achamos que temos todas as respostas, vem a VIDA e muda todas as perguntas. (Maurício Costa / LinkedIN)

Keywords: Gestão, Sites, Web, Vendas, New Business

Quase todas as empresas que estão no mercado têm sites. Muitas já usam as várias medias sociais. De forma activa e correcta? Isso nem sempre.

Abrir um site e deixá-lo lá, estático, vai acabar por ser um péssimo cartão de visita. Informação desactualizada não atrai Clientes (pode pensar-se que a Empresa fechou).

O modo (e a tecnologia) como se desenvolvia um site há 5 anos não é o mesmo que hoje é utilizado. Pense no seu portátil que tem 5 anos (se o tiver ainda) e veja a dose de paciência que tem que ter para trabalhar com ele.

Muitas vezes para compensar alguma inactividade oficial na web são os próprios colaboradores que mais desenvolvem as tarefas de divulgação e de marcar presença. Fazem assim o trabalho de divulgação na web que é tão necessário. Se o fazem da melhor maneira? Nem sempre. Mas talvez seja melhor do que nada.

Já tentaram responder a esta pergunta? Porque é que o nosso site é consultado por (potencias) Clientes ? Algumas razões podem ser apontadas:

- o Cliente tem uma necessidade bem específica, resolveu Googlar e a nossa Empresa apareceu;

- um anúncio, uma campanha publicitária ou outra qualquer fonte de informação fez chegar o nome da Empresa a esse potencial Cliente. Terá ele uma necessidade real, potencial ou mera curiosidade? Viremos a saber;

- alguém que já tem propostas da concorrência e pretende ter outras alternativas;

- alguém curioso que é atraído por um site extremamente bem feito e muito criativo (ou precisamente o inverso para que sirva de exemplo)- word of mouth;

- um fornecedor que não tenha possibilidade de desenvolver um trabalho específico, quer por incapacidade técnica ou tempo, e possa recomendar a Empresa;

- engano feliz, isto é, alguém que anda a procurar informação na net e deparou-se com o nosso site.


Será que as Empresas (e quem gere os sites, se houver alguém específico) sabem esta informação?

Entre no Google, Yahoo e em outros motores de busca e escreve o nome da sua Empresa e veja o que aparece. Faça também uma busca pelo que pensa que seja o seu "core business". Algumas conclusões vai tirar. Será que eram aqueles que antecipava?

Tenha em mente que o modo de fazer negócio no passado não é o mesmo que é utilizado no presente.

Eu comecei a trabalhar na área comercial com listas telefónicas. Era a fonte mais imediata de ter contactos. Cheguei a arrancar algumas folhas delas quando ia de férias para outros distritos. Quantos de vós usam hoje listas telefónicas de papel?

Hoje em dia não é necessariamente importante ser o primeiro a aparecer, mas é essencial sermos dos primeiros.

Arranjar um site que:
- dê informação clara e precisa;
- ajude o Cliente a ter respostas e que não lhe cause dúvidas;
- não force o Cliente a decidir;
- seja facilmente navegável;
- traga informação de como localizar a Empresa.

Eis alguns atributos que irão fazer com que o seu site seja procurado e que as suas vendas aumentem.


Claro que um profissional que entenda de SEO e que não lhe prometa o mundo, mas um trabalho sério e bem feito, irá ajudá-lo e muito.

Pense na quantidade de "público" que anda na web sem ter uma marca eleita, um serviço bem definido e pense o que um site bem construído pode fazer por si.

Recentemente uma Empresa minha conhecida, pelo facto de ter o seu site em espanhol, conseguiu ter Clientes na Argentina. Sem ter feito qualquer esforço comercial. O que prova que o seu site está para o mundo.



João Paulo Marques
O tempo não pára, não pare você também.
joaodavespa@hotmail.com; Skype: joaomarques64
Http://www.linkedin.com/in/joaopmarques;
http://jpmarques.blogspot.com/
@joaodavespa
Enviar um comentário