Google+ Badge

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Discordo Ortográfico / Acordo Ortográfico



Esta semana é importante para os portugueses. Vejo o General Ramalho Eanes a discursar (por favor, notem, o General Ramalho Eanes, foi, com toda a certeza, o melhor presidente que tivemos neste nosso curto tempo de democracia):

- Portugueses, portuguesas, faz um ano que deixámos a Troika. Vai agora entrar em vigor o acordo ortográfico. Portugueses, preparem-se, os tempos vão ser difíceis, confusos…..

Isto do acordo, deste acordo,  deixa-me perplexo. Pensemos, vamos colocar os americanos a dizer subway e os ingleses tube…vai soar um sonoro Fuck You

Eu que me considero um bilingue, comunico em português e brasileiro. Claro que não domino o brasileiro, como também há palavras em português que não sei. O que não me impede de comunicar, escrever, ler…e dizer porra

O que é importante, verdadeiramente importante, é reduzir o analfabetismo estatístico e não estatístico. Este último identifica todos aqueles que sabem escrever o nome, mas não conseguem entender qualquer texto, a não ser o cabeçalho da Bola ou do Correio da Manhã.

A resolução do problema do Acordo Ortográfico não passa por ele. Passa sim por capacitar os luso-falantes de entenderem e de se expressarem no seu idioma, o Português.

Fala-se da CPLP. Pergunto: será que os brasileiros, angolanos, moçambicanos….sabem o que é? O que representa?

Mais, como vão os portugueses perceber que estão de férias no Brasil quando tiverem que usar indistintamente chopp em Portugal e no Brasil. PqP.

Enviar um comentário