Google+ Badge

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

O funil das redes sociais ou o poder que os usuários querem para si

O funil das redes sociais ou o poder que os usuários querem para si


Hoje em dia temos redes para tudo. Mais generalistas como o Facebook, mais de nicho como o Raveltry (uma rede de crochet e bordados).

O que acontece é que o tempo que  temos é o mesmo, 24h por dia, e a quantidade de estímulos e solicitações à nossa volta cresce exponencialmente. Veja-se a IoT com o que tem de bom e de mau. Andar sempre a ser monitorizado e seguido não é necessariamente o melhor dos mundos.

Mas as redes sociais nunca pensaram no efeito perverso que resultou do seu crescimento, a saturação de conteúdos disponíveis e, sobretudo, com que somos bombardeados.


Assim, as redes e os decorrentes conteúdos,  têm de ser selectivos no que oferecem, manter a qualidade elevada no que publicam, para manter o interesse dos seus seguidores. Caso contrário o seu destino será traçado….o seu desaparecimento. 

Quem decide é mesmo o Cliente!!!
Enviar um comentário